Na segunda liberação de juvenis de robalos realizada pelo GIA, os peixes passaram por um período de recria na Fazenda Borges, uma fazenda de cultivo de organismos marinhos localizada no litoral paranaense. O trabalho foi fruto de uma parceria entre o GIA, a Prefeitura Municipal de Antonina e a Petrobras.