Raíssa Vitória Vieira Leite Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN – 2017). Nesse período adquiriu experiência na área de ecologia, com ênfase em ictiologia, atuando principalmente nos temas de estrutura trófica, biologia populacional e reprodutiva de peixes de água doce. Atualmente é aluna de mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Zootecnia pela Universidade Federal do Paraná e pesquisadora do Grupo Integrado em Aquicultura e Estudos Ambientais – GIA/UFPR. Atuando principalmente na área de monitoramento de espécies aquáticas invasoras incrustantes em reservatórios de usinas hidrelétricas a partir da detecção por meio de coletas de DNA ambiental (eDNA).

No ano de 2019 desenvolveu testes voltados para a avaliação da sensibilidade de métodos moleculares, como PCR em tempo real (rtPCR) e fluorômetro Qubit em análises de eDNA para a espécie Limnoperna fortunei. O objetivo do presente teste foi avaliar o perfil de sensibilidade de detecção a partir da relação entre a concentração de DNA e a biomassa de L. fortunei em condições laboratoriais, a partir de um processo de diluição serial, utilizando a quantificação pelos dois métodos moleculares citados acima.

Além disso, participou do desenvolvimento de experimentos voltados para avaliação de interações ecológicas entre espécies aquáticas invasoras incrustantes e nativas presentes em um reservatório neotropical de usinas hidrelétricas de energia e do projeto de análise dos efeitos de espécies aquáticas invasoras incrustantes sobre geomembrana polimérica de revestimento da barragem da Usina Hidrelétrica de Energia – UHE Governador Jayme Canet Júnior.  Todos os projetos citados acima foram financiados pela Copel – Companhia Paranaense de Energia.