IPPA - Indicador de preços de produtos da Aquicultura

Título: Indicador de Preços para Produtos da Aquicultura.

Autores: Bruno José Ogibowski ; Henrique Massoqueto

Atualmente o Brasil se destaca como possuindo um dos maiores potenciais de produção e expansão na área aquícola do mundo. Até 2030, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação – FAO, o país pode se tornar um dos maiores produtores de pescado do mundo. Em 2009 a produção aquícola brasileira atingiu 415.649 toneladas, representando um crescimento de mais de 30% se comparado com o ano de 2007, movimentando um total de R$5 bilhões no PIB apenas neste setor. Apenas se tratando de peixes produzidos, neste mesmo período compreendido de 2007 a 2009, a produção do setor aumentou mais de 100%, atingindo um volume de mais de 337 mil toneladas, destacando-se principalmente o grande número de espécies criadas como tilápia, tambaqui, pacu, pintado entre outras e o aumento do volume total. Apesar de estar em constante expansão e cada vez movimentar mais dinheiro, além de ter um número considerável de empresas, pessoas, cooperativas e produtos envolvidos ainda não existe um indicador de preços que demonstre ao consumidor as discrepâncias encontradas no preço dos produtos comercializados em diferentes estabelecimentos. O projeto tem como objetivo a criação de um indicador de preços do pescado em mercados e peixarias na cidade e Curitiba, a fim de mostrar a quem possa interessar a média de preços praticados por estes locais, e possíveis variações encontradas, auxiliando ao consumidor na decisão de escolha no momento da compra, ilustrando os estabelecimentos que fornecem o produto desejado e a variação de preços, norteando-o na aquisição do produto de melhor qualidade e preços mais acessíveis. A coleta dos preços será realizada através de visitas aos locais determinados como pontos de comercialização do pescado, além de contatos semanais para registro da variação dos preços. A partir dos dados coletados, desenvolveremos um indicador de preços, que apresentará as variações ocorridas e a discrepância de preços entre os estabelecimentos, auxiliando no fomento ao consumo de produtos aquícolas e desenvolvimento do setor.