logo4

Entre as três linhas de trabalho do Puçá, essa foi a que necessitou de ajustes mais profundos para a adequação à realidade baiana. Inicialmente, pretendia-se trabalhar o beneficiamento como forma de agregar valor ao produto da pesca do caranguejo-uçá e desta forma gerar renda para as comunidades tradicionais. Porém, diante da realidade de que as populações de caranguejo-uçá na Bahia estão muito reduzidas e de que o beneficiamento se faz, em sua maioria, utilizando animais em tamanhos menores que os permitidos por lei, outras estratégias de geração de renda precisaram ser traçadas.

 

Ações realizadas:

  • Para assegurar a qualidade dos produtos extraídos na região de Acupe, foi feito um estudo sobre a contaminação dos moluscos da espécie Anomalocardia brasiliana (Bebe fumo) por metais pesados.
  • Estudos sobre a viabilidade técnica do cultivo de espécies com nichos de mercado semelhantes ao do caranguejo-uçá, como os siris. Apesar dos testes com espécies nativas de siris da costa brasileira não terem mostrado respostas claras quanto à viabilidade do cultivo, investigações sobre a produção de siris moles indicaram que esta pode ser uma alternativa de renda economicamente viável para as populações tradicionais e também pouco impactante do ponto de vista ambiental. Os siris moles possuem alto valor comercial e são vendidos inteiros e congelados. Desta forma, a fiscalização do tamanho dos exemplares pode ser facilmente realizada, ao contrário do que acontece com o “catado” (carne do siri desconchada).
  • Cursos de capacitação para as comunidades tradicionais com tópicos sobre a legislação que regulamenta a captura e comercialização de caranguejos e siris e a importância da pesca responsável para que atividades relacionadas ao extrativismo se viabilizem em longo prazo.
  • Contatos com as prefeituras e colônias de pesca.
  • Realização de um diagnóstico socioeconômico.
  • Desenvolvimento de uma marca relacionada a um “produto de Qualidade Socialmente Justo e Ambientalmente Correto”.
  • Organização comunitária.
  • Realização de um estudo de mercado para identificação da cadeia produtiva regional.
  • Realização dos cursos de capacitação.
  • Instalação de unidades demonstrativas de Exploração/Produção nas comunidades associadas ao projeto.
  • Elaboração de um plano de negócios e de capacitação de recursos.