Atualmente não é mais possível fomentar o desenvolvimento de projetos comerciais de piscicultura sem considerar a relação existente entre os benefícios econômicos, os parâmetros zootécnicos associados aos empreendimentos aquícolas e os custos socioambientais envolvidos nesse processo.

Desta forma, o projeto Paranapanema teve por objetivo estimar as cargas de nutrientes aportadas aos ecossistemas aquáticos a partir dos cultivos de tilápias do Nilo em gaiolas, instaladas em reservatórios artificiais, utilizando como base as técnicas e as condições de cultivos comerciais praticadas no Brasil.

Diversos fatores foram utilizados para a determinação da carga orgânica, são eles: conteúdo nutricional e digestibilidade de rações comerciais, desempenho zootécnico, composição corporal e cargas de nutrientes nos desejos.

estimativa de fluxo carga organica

As cargas estimadas neste trabalho constituem uma avaliação primária de perdas de matéria orgânica, nitrogênio e fósforo na produção de tilápias do Nilo no Brasil, considerando as práticas atuais de manejo e os dados da literatura. Embora a estimativa se baseiem em muitas simplificações, o nível de incerteza das cargas totais é pequeno, uma vez que os cálculos foram baseados em dados (de rações e animais) fornecidos pela indústria. Sendo assim, as estimativas e fluxos de cargas de nutrientes apresentadas por este trabalho são adequados para estudos ambientais de impacto de cultivos de tilápias do Nilo em gaiolas, em condições comerciais verificadas em regiões tropicais.