Por Dra. Nathieli Cozer

A verticalização da produção pode ser traduzida como a ação de uma empresa ou grupo empresarial, que visa à otimização dos recursos e insumos disponíveis, integrando processos de compra, produção, distribuição e venda de seus produtos.

A ideia de verticalizar a cadeia de produção vem sendo cada vez mais disseminada na piscicultura. Geralmente, a empresa oferece ao produtor à genética, a ração e a assistência técnica. O produtor, em contrapartida, oferece mão de obra e infraestrutura e também, deve entregar sua produção, não podendo vendê-la no mercado, mesmo que os preços pagos por este, estejam mais elevados. Por outro lado, há a segurança de que sua produção será adquirida pela empresa e não ficará sem comprador Figura 1. 

Figura 1. Representação esquemática da Verticalização na cadeia produtiva de peixes

A verticalização proporciona, além de uma distribuição eficiente, maior controle e domínio sobre os processos de produção, alcance de melhores indicadores de conversão, reduz a mortalidade, melhora na rastreabilidade e qualidade do produto, promovo a redução dos custos e a valorização da cadeia produtiva. Essa nova forma de estruturação da cadeia contribui para a coordenação dos atores e maior organização entre seus elos.  

Um maior controle sobre a cadeia produtiva possibilita administrar melhor o volume de produção e identificar gargalos no sistema. Além disso, em um sistema verticalizado, por se realizar quase tudo internamente, a empresa passa a não depender do envolvimento de outros segmentos para realização das suas atividades. Dessa forma, a instituição consegue ter mais segurança sobre qualquer tipo de prazo relativo à entrega de produtos aos seus clientes. Com maior compromisso relativo às entregas, ocorre um aumento do grau de confiabilidade dos consumidores, o que pode acarretar um acréscimo no faturamento.

Apesar dessas vantagens, as desvantagens da verticalização existem e não podem ser ignoradas. Entre elas podemos destacar o alto grau de diferenciação, tornando difícil a especialização em diversos setores, o que pode causar uma diminuição na qualidade do produto.

O aumento na estrutura da empresa também precisa ser considerado. Como o investimento no crescimento da estrutura pode ser significativo, é possível que a empresa necessite buscar financiamentos para sua expansão, o que demanda planejamento financeiro extra e implica em gastos com juros.

Antes de optar pela verticalização, deve-se analisar as vantagens e desvantagens e também, realizar um estudo e verificar a viabilidade da implementação da verticalização. Para isso, deve-se entender a estrutura organizacional e quais áreas podem se beneficiar desse tipo de estratégia.