Buscar

gia

infoaq logo final 300dpi

 

Cultimar1

 

 

logo cores

 

 

logo 2

 

 

logomarca PPAC1

 

facebook1

Centro de Aquicultura Marinha e Repovoamento (CAMAR)

DSC 7371

 

 

O Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais - GIA/UFPR, em parceria com o Governo do Estado do Paraná, construiu em 2012, o CAMAR, Centro de Aquicultura Marinha e Repovoamento. Trata-se de um grande laboratório destinado à produção e pesquisa com  larvas de camarões marinhos, peixes, ostras, bem como outras espécies nativas do litoral paranaense.

O CAMAR é um complexo de aquicultura composto por um prédio principal com cerca de 1.700 m2, em dois pavimentos, instalado em um terreno de 8.320 m2 em meio a outras estruturas anexas, como viveiros, reservatórios e estufas.

O terreno está localizado no centro do balneário de Praia de Leste, município de Pontal do Paraná. O local escolhido situa-se igualmente distante das baías de Paranaguá e de Guaratuba e, por isso, é banhado por águas de qualidade oceânica, com pouca influência das descargas de água doce, fazendo deste o melhor lugar do litoral paranaense para a instalação de um laboratório de maricultura.

Na praia, a 80 metros da linha d’água, foi instalado um extenso sistema de captação de água salgada perfeitamente dimensionado para as demandas do CAMAR.  Para garantir o fornecimento contínuo de água, todo o sistema é duplo e independente, desde a captação na praia até o sistema de cisternas interligadas, com capacidade para armazenar até 300 mil litros de água, suficientes para garantir o funcionamento do laboratório por três dias sem precisar captar mais água.

A água captada passa por um sistema de filtração capaz de remover partículas de até 0,5 micrômetros e depois lâmpadas de ultravioleta que elimina todos os microorganismos presentes nessa água, garantindo sua total qualidade para a reprodução de peixes, moluscos e crustáceos.

Uma extensa rede de tubos suspensos distribui a água marinha para todas as salas do laboratório, desde os maiores salões, como os de maturação e larvicultura, até as salas aclimatas de experimentação em pequena escala. Ao todo, mais de 12 mil litros de água marinha filtrada e desinfetada podem circular a cada hora dentro deste sistema de tubos internos.

O salão de maturação, com 250 m2, abriga oito tanques circulares de 10 toneladas cada, utilizados para maturação de reprodutores. O salão de larvicultura, com 270m2, contém 12 tanques retangulares utilizados para a produção de larvas. Centenas de tanques menores, de 30 até 200 litros são mantidos em duas salas anexas, usadas para produção de alimento vivo. Ainda no piso inferior. Um bem equipado laboratório de microscopia dá suporte às atividades de desova, eclosão e larvicultura.

 

CAM01671

 

No lado externo, o restante do terreno é ocupado pelas estruturas anexas, como viveiros, estufas e tanques externos, que abrigam desde cultivos massivos de microalgas até animais adultos, mantidos para acondicionamento e maturação reprodutiva final.

Toda a água utilizada nos cultivos segue para um sistema de tratamento existente ao lado do laboratório, que condicionada e oxigena a água, para remoção de qualquer vestígio de ração ou resto de alimento, antes de ser devolvida ao mar.

O CAMAR será utilizado tanto como unidade de pesquisa e de larvicultura de organismos marinhos, de desenvolvimento de tecnologias voltadas para a consolidação da maricultura paranaense, quanto como base para o treinamento, capacitação e qualificação de extensionistas aquícolas e maricultores.

O CAMAR foi projetado para o estudo e a produção das principais espécies marinhas de interesse comercial do Paraná. A proposta neste projeto é desenvolver teccnologias relacionadas a três dessas espécies (o camarão-branco, a ostra-do-mangue e uma espécie de macroalga). Porém, o laboratório tem condições estruturais para atender eventualmente outras demandas tidas como prioritárias, além de oferecer espaço para pesquisa e projetos de desenvolvimento tecnológico. 

 

 

 1C

Saiba mais