Buscar

gia

infoaq logo final 300dpi

 

Cultimar1

 

 

logo cores

 

 

logo 2

 

 

logomarca PPAC1

 

facebook1

Doutoranda: Nathiele Cozer
 
Projeto de Pesquisa“Produção Integrada na Carcinicultura”.

A produção de proteína animal pela aquicultura tem alcançado recordes históricos, excedendo 90,4 milhões de toneladas. Dentre as atividades da aquicultura, a carcinicultura marinha, especificamente o cultivo de camarão, possui grande representatividade no setor fornecendo cerca de 65.000 toneladas de pescado anualmente.

Apesar de todos os aspectos economicamente favoráveis da atividade, a carcinicultura sofre pressão dos órgãos ambientais, que caracterizam a atividade, erroneamente, como altamente poluidora, principalmente devido aos efluentes provenientes dos viveiros, e a utilização de fósforo na ração, causando a eutrofização das áreas adjacentes além de problemas na captura e no processamento, a emissão de componentes químicos utilizados na conservação e controle de qualidade do produto e a grande quantidade de resíduos que são descartados nas áreas adjacentes, muitas vezes, sem tratamento.

Essa caracterização tem dificultado a relação dos empreendedores com os órgãos licenciadores e tem afastado novos investidores. Diante desse cenário, é fundamental a busca por técnicas capazes de promover a produção eficiente de camarão.

Nesse contexto, a Produção Integrada (PI) definida como um regime de produção que deve minimizar desperdícios e impactos, sejam eles ambientais, sociais ou econômicos, apresenta-se como alternativa viável que pode ser utilizada na carcinicultura para a minimização do acréscimo de energia na forma de insumos e serviços.

No entanto, poucas informações estão disponíveis relativas a essa área de pesquisa bastante nova, e não há ainda padronização metodológica para sua utilização. Isso ressalta a importância do desenvolvimento de novas bases técnicas, científicas e metodológicas para a definição de normas técnicas de Produção Integrada na Carcinicultura.

A realização da presente proposta permitirá a avaliação do impacto ambiental, social e econômico relacionado à atividade, apontando as questões a serem tratadas de maneira mais adequada e eficiente, além de possivelmente identificar novas áreas de pesquisa importantes no setor produtivo abordado. Para tanto, estão previstas as seguintes ações:

  • Caracterizar a carcinicultura brasileira com relação ao funcionamento das fazendas, mercado, aspectos legais, desafios, perspectivas e oportunidades.
  • Caracterizar, identificar e quantificar o fluxo de energia de um sistema de produção de camarão.
  • Caracterizar o estado da arte e as técnicas e tecnologias disponíveis para aplicação da Produção Integrada na Carcinicultura.
  • Comparar os sistemas de produção convencional de criação de camarão (PC) e integrado (PI) de camarões.

Nathieli Cozerpossui graduação em Engenharia de Pesca pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE (2011), mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca (2014), pela mesma instituição e atualmente é doutoranda em Zootecnia pela Universidade Federal do Paraná – UFPR e pesquisadora do Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais – GIA. Tem experiência com aquicultura atuando com produção de organismos aquáticos.