Produção Integrada de Camarões 

Camarão L vannamei 11

Apresentação

A maricultura paranaense é sustentada basicamente pelo cultivo de ostras (ostreicultura) e camarões (carcinicultura). Sendo que a atividade de carcinicultura atualmente sofre uma pressão dos órgãos ambientais, que caracterizam a atividade como altamente poluidora, principalmente devido aos efluentes provenientes dos viveiros, e a utilização de fósforo na ração, causando a eutrofização das áreas adjacentes. Porém, poucos são os estudos que comprovam tais impactos, e essa caracterização tem dificultado a relação dos empreendedores com os órgãos licenciadores e tem afastado novos empreendimentos. 

A ostreicultura por sua vez, apesar de não utilizar ração, também apresenta problemas ambientais, já que a atividade é dependente da extração desordenada dos bancos naturais como fonte de formas jovens para o abastecimento dos cultivos. Assim, acredita-se que a obtenção de ostras de forma exploratória e sem o correto gerenciamento seja determinante para o declínio dos estoques naturais.

Diante desse cenário é fundamental criar novos sistemas de produção, e a Produção Integrada apresenta-se como uma alternativa viável, essa ferramenta pode ser descrita como um sistema de exploração agrária que produz alimentos de alta qualidade mediante o uso de recursos naturais e de mecanismos reguladores para minimizar o uso de insumos e contaminantes pela integração de práticas de manejo.

Baseado nesses princípios o projeto “Desenvolvimento de novas tecnologias para produção de ostras e camarões no litoral paranaense”, recentemente aprovado pelo CNPq. irá trabalhar com o cultivo consorciado de camarões com ostras, que apresenta grandes vantagens, uma vez que a ostra tem grande capacidade de absorver nutrientes da água, diminuindo os sólidos em suspensão da água, apresentando assim um melhor aproveitamento dos nutrientes da água e diminuindo a carga de efluentes.

Para que essas ações sejam realizadas com sucesso será fundamental estabelecer e testar as técnicas de cultivo mais adequadas e desenvolver protocolos de produção que atendam a esse sistema. Para isso, ao longo do projeto pretende-se desenvolver e testar inúmeros protocolos divididos por etapa de produção, onde serão testadas e avaliadas as taxas de captação de sementes por coletores artificiais, sistemas de cultivo de ostras consorciados com camarões, protocolos alimentares e protocolos de povoamento.  Também serão monitorados os efluentes da produção, a qualidade sanitária da ostra e os índices zootécnicos dos camarões e ostras, no intuito de avaliar os resultados dos protocolos.

Após sua validação, os resultados serão disseminados para produtores, técnicos e pesquisadores a partir da elaboração de manuais, e de ferramentas digitais. Por fim, os resultados do Projeto deverão trazer novas oportunidades para a maricultura através de um sistema de produção, mais sustentável baseado na Produção Integrada.

Objetivos

Geral

Desenvolver, testar e validar um conjunto de protocolos e manuais de Boas Práticas Agropecuárias aplicáveis à produção consorciada de ostras com camarões dentro dos fundamentos da Produção Integrada.

 Específicos

  1. Promover um amplo levantamento sobre o estado da arte e sobre as técnicas e tecnologias disponíveis para aplicação na Produção Integrada e consorciada entre ostras e camarões.
  2. Desenvolver e validar, em condições reais, um protocolo para captação de sementes de ostras em larga escala a partir do uso de coletores artificiais.
  3. Desenvolver e validar, em condições reais, um protocolo de Produção Integrada e consorciada de ostras e camarões.
  4. Criar um protocolo de Boas Práticas de produção consorciada de ostras e camarões.
  5. Propor a elaboração de um manual de certificação para a Produção Integrada de ostras e camarões
  6. Transferir a tecnologia desenvolvida para produtores, pesquisadores e técnicos.
  • Problemas em sua piscicultura? Entenda as principais causas e medidas para evitar maiores prejuízos

  • Doenças que afetam camarões marinhos e são de notificação obrigatória

  • Características físicas e químicas dos rios amazônicos

  • Controle de mexilhão dourado em usinas hidrelétricas brasileiras

  • Descoberta de um vírus associado à mortalidade de siris: implicações para a produção de siri-mole

  • O lambari: uma espécie promissora

  • Metagenômica de ostras cultivadas em ambientes estuarinos

  • Aspectos da vida do salmão

  • Produção de siri-mole: Cuidados com a qualidade da água

  • Mexilhão dourado - Parte 2

Lançamentos

Destaques

Publicações Científicas mais Recentes

Projetos em Andamento

A produção integrada na carcinicultura brasileira

A produção integrada na carcinicultura brasileira

Biologia e desenvolvimento de tecnologia para o cultivo de siris de interesse comercial no litoral paranaense

Biologia e desenvolvimento de tecnologia para o cultivo de siris...

A indústria como agente da conservação dos recursos hídricos na bacia do Alto Iguaçu e afluentes do Alto Ribeira

A indústria como agente da conservação dos recursos hídricos na...

Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura - INFOAQ

Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura - INFOAQ

Monitoramento de Limnoperna fortunei (mexilhão dourado) e do hidrozoário Cordylophora capia em reservatórios no estado do Paraná

Monitoramento de Limnoperna fortunei (mexilhão dourado) e do hidrozoário Cordylophora...

Boas práticas de produção, sanidade e rastreabilidade de ostras

Boas práticas de produção, sanidade e rastreabilidade de ostras

Monitoramento da qualidade de ostras no litoral paranaense.

Monitoramento da qualidade de ostras no litoral paranaense.

Marcadores Moleculares e Biológicos Aplicados a Incidentes em Ambientes Aquáticos Continentais

Marcadores Moleculares e Biológicos Aplicados a Incidentes em Ambientes Aquáticos...

Conheça...

Imagens de Projetos

Videos