Publicado por Diego Junqueira Stevanato

em 06 de fevereiro de 2017

 

Imagem6

 Figura 01. Incrustação de mexilhão dourado dentro de uma UHE. Estimativa de colonização por m²

 

O Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais (GIA) realiza o monitoramento ambiental do mexilhão dourado (Limnoperna fortunei) em diversos reservatórios pelo Brasil.  

Nas campanhas de campo, a equipe técnica realiza procedimentos amostrais padrões, via análise quantitativa por meio de filtragem de água (coleta de larvas de mexilhão dourado com auxílio de rede de plâncton), e alguns protocolos criados pelo próprio GIA, como é o caso do monitoramento qualitativo por análise molecular (genética).

Vale ressaltar que o mexilhão possui um agressivo poder de fixação e está se espalhando pelo território brasileiro. Isso gera custos econômicos às usinas hidrelétricas pois o mesmo se fixa nas tubulações internas e paredes da tomada d'água, acarretando também em mais dias de limpeza durante as paradas de máquina. É de extrema importância a limpeza pós-coleta dos equipamentos e vestimentas. A equipe de campo ainda realiza a conscientização ambiental junto a técnicos e pescadores nos locais por onde realizam suas campanhas.  

 

Imagem3

 Figura 02. Monitoramento do mexilhão na unidade de resfriamento de uma UHE.

 

d1ca190f 8304 4996 b318 62735122390a

Figura 03. Incrustação do mexilhão na tomada d´água.

 

Imagem10

Figura 04. Monitoramento do mexilhão dourado dentro do corpo d'água.

 

DSCN5404

Figura 05. Averiguação nos reservatórios das usinas hidrelétricas.

DSCN5490

Figura 06. Procedimentos de coleta e processamento de amostras dentro das UHE.

 

h7Mjh1y9 7V0h9TBfTGFt3wBIkNiI6eSu UzGNDrI I,eErtmX9AbVJmNkEvyNz5whG3Qde1ec1RYdjInOZYnI4,4yPSn f1n126zsUiUN8Kpu2rV 3YzGPj5uZEaUX Al4

Figura 07. Monitoramento ambiental dentro das estações de pisciculturas das UHE.

 

P1180682

Figura 08. Monitoramento dos parâmetros de qualidade da água dos reservatórios das UHE.

 

Rq2nLlW2D8yElH7xYOXGwiuHU 5bWP13pjne9FCmSMc,PtusRC1uVHNk2Sftszav9SUHFhUnOI ayxBL8iG kvA

Figura 09. Filtragem para coleta de larvas de mexilhão dourado.

 

 

  • O lambari: uma espécie promissora

  • Metagenômica de ostras cultivadas em ambientes estuarinos

  • Aspectos da vida do salmão

  • Produção de siri-mole: Cuidados com a qualidade da água

  • Mexilhão dourado - Parte 2

  • Segurança alimentar para consumidores de ostras

  • Partenogênese em peixes cartilaginosos

  • O uso de sulfitos na conservação de camarões

  • Efeitos dos hidrocarbonetos de petróleo sobre os mecanismos de metabolização e excreção da amônia em peixes dulcícolas

  • A aplicabilidade e os cuidados com o uso do do sal na piscicultura de água doce

Destaques

Publicações Científicas mais Recentes

Projetos em Andamento

A produção integrada na carcinicultura brasileira

A produção integrada na carcinicultura brasileira

Biologia e desenvolvimento de tecnologia para o cultivo de siris de interesse comercial no litoral paranaense

Biologia e desenvolvimento de tecnologia para o cultivo de siris...

A indústria como agente da conservação dos recursos hídricos na bacia do Alto Iguaçu e afluentes do Alto Ribeira

A indústria como agente da conservação dos recursos hídricos na...

Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura - INFOAQ

Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura - INFOAQ

Monitoramento de Limnoperna fortunei (mexilhão dourado) e do hidrozoário Cordylophora capia em reservatórios no estado do Paraná

Monitoramento de Limnoperna fortunei (mexilhão dourado) e do hidrozoário Cordylophora...

Boas práticas de produção, sanidade e rastreabilidade de ostras

Boas práticas de produção, sanidade e rastreabilidade de ostras

Monitoramento da qualidade de ostras no litoral paranaense.

Monitoramento da qualidade de ostras no litoral paranaense.

Marcadores Moleculares e Biológicos Aplicados a Incidentes em Ambientes Aquáticos Continentais

Marcadores Moleculares e Biológicos Aplicados a Incidentes em Ambientes Aquáticos...

Conheça...

Imagens de Projetos

Videos