Por: Nathieli Cozer e Vitor Gomes Rossi

Publicado em: 08 de novembro de 2016

 

O cultivo de camarão é uma atividade secular, que teve início na Ásia, com pescadores artesanais, que aprisionavam camarões adultos e pós-larvas através de diques, construídos no próprio mangue, que eram abastecidos pela variação das marés (Figura 1).

Figura 1 vanammei

Figura 1. Construção de diques para aprisionamento de camarão. Fonte: www.issuu.com

Dentre as espécies de maior destaque, em termos de volumes cultivados, destacam-se Penaeus monodon (Figura 2) e Litopenaeus vannamei (Figura 3). No entanto, o L. vannamei possui maior representatividade dentro da carcinicultura mundial e corresponde, por aproximadamente, 50% de toda a produção mundial de crustáceos cultivado.
Figura 2 vanammei
Figura 2. Exemplar da espécie Penaeus monodon. Fonte: http://beyazkaptan.com/penaeus-monodon-prawn
 Figura 3

Figura 3. Exemplar da espécie Litopenaeus vannamei. Fonte: http://www.zealaqua.com/Vannamei-Shrimp.aspx

O L. vannamei, comumente conhecido como camarão-da-pata-branca, pertence à ordem Decapoda e à família Penaeidae. É uma espécie endêmica da costa oriental do Oceano Pacífico, distribuindo-se desde o Peru (região de Tumbes) até o México (região de Sonora). Assim como os demais camarões peneídeos, o L. vannamei é classificado como onívoro, alimentando-se de fito e de zooplâncton nos estágios larvais e pós-larval. Essa espécie é reconhecida como osmoreguladora, sendo considerada eurihalina, tolerando rápidas e amplas flutuações na salinidade (0,5 - 40 ups).
Em condições de cultivo, as maiores taxas de crescimento desse camarão foram observadas em salinidades entre 25 e 30 ups e temperaturas entre 23 e 30°C. A reprodução L. vannamei ocorre em zonas marinhas e os ovos as larvas são planctônicas, sendo levados passivamente em direção à costa. Já no estágio de pós-larva, o camarão deixa de ser planctônico e passa a ser bentônico. Também é nessa fase que L. vannamei deixa o ambiente tipicamente marinho para se desenvolver em zonas estuarinas, onde permanece durante praticamente toda a fase juvenil em lagunas ou áreas de mangue. Ao final desta fase, os animais migram novamente para as zonas marinhas, onde se reproduzem. Os machos atingem a maturidade sexual medindo em média 17 cm e pesando em torno de 20 g e as fêmeas medindo cerca de 23 cm e com peso de 28 g, o que acontece a partir dos 6-7 meses de vida.
Grande parte do sucesso do L. vannamei na carcinicultura mundial está justamente relacionada às suas características biológicas e zootécnicas, tais como: grande tolerância à variações e à extremos de salinidade; suportar bem elevadas densidades de cultivado; apresentar rápido ganho de peso, mesmo com níveis relativamente baixos de proteína na sua dieta.

Referências

SILVA, A.; SOUZA, R. A. Glossário de aquicultura. Belém: UFRA, 1998.
LEADERSHIP, G. O. F. A. Shrimp Aquaculture in Latin America. Paris 2013.
FAO. Fisheries and Aquaculture Department. About us - Fisheries and Aquaculture Department. FAO Fisheries and Aquaculture Department [online]. Rome. Updated Rome 2010-2016.

W. DALL  et al. The biology of Penaeidae. Advances in marine biology. New York, USA: Academic Press. 27: 489 p. 1990.

MARTINEZCORDOVA, L. R.; CAMPAÑATORRES, A.; PORCHASCORNEJO, M. A. The effects of variation in feed protein level on the culture of white shrimp, Litopenaeus vannamei (Boone) in lowwater exchange experimental ponds. Aquaculture research, v. 33, n. 12, p. 995-998, 2002. ISSN 1365-2109.
VARADHARAJAN, D.; PUSHPARAJAN, N. Food and Feeding Habits of Aquaculture Candidate a Potential Crustacean of Pacific White Shrimp Litopenaeus vannamei, South East Coast of India. Journal of Aquaculture Research & Development, v. 2013,  2013. ISSN 2155-9546.  
MCGRAW, W.  et al. Acclimation of Litopenaeus vannamei postlarvae to low salinity: influence of age, salinity endpoint, and rate of salinity reduction. Journal of the World Aquaculture Society, v. 33, n. 1, p. 78-84,  2002. ISSN 1749-7345.  
GAO, W.  et al. Effect of salinity on the growth performance, osmolarity and metabolism-related gene expression in white shrimp Litopenaeus vannamei. Aquaculture Reports, v. 4, p. 125-129, 11// 2016. ISSN 2352-5134. Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2352513416300552 >.
WYBAN, J.; WALSH, W. A.; GODIN, D. M. Temperature effects on growth, feeding rate and feed conversion of the Pacific white shrimp (Penaeus vannamei). Aquaculture, v. 138, n. 1, p. 267-279,  1995. ISSN 0044-8486.  
KUMARAN, M.  et al. Is Pacific white shrimp (Penaeus vannamei) farming in India is technically efficient? — A comprehensive study. Aquaculture, v. 468, Part 1, p. 262-270, 2/1/ 2017. ISSN 0044-8486. Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0044848616306913 >.

 

  • Controle de mexilhão dourado em usinas hidrelétricas brasileiras

  • Descoberta de um vírus associado à mortalidade de siris: implicações para a produção de siri-mole

  • O lambari: uma espécie promissora

  • Metagenômica de ostras cultivadas em ambientes estuarinos

  • Aspectos da vida do salmão

  • Produção de siri-mole: Cuidados com a qualidade da água

  • Mexilhão dourado - Parte 2

  • Segurança alimentar para consumidores de ostras

  • Partenogênese em peixes cartilaginosos

  • O uso de sulfitos na conservação de camarões

Pós-Graduação em Zoologia: Inscrições Abertas até 05/06

Destaques

Publicações Científicas mais Recentes

Projetos em Andamento

A produção integrada na carcinicultura brasileira

A produção integrada na carcinicultura brasileira

Biologia e desenvolvimento de tecnologia para o cultivo de siris de interesse comercial no litoral paranaense

Biologia e desenvolvimento de tecnologia para o cultivo de siris...

A indústria como agente da conservação dos recursos hídricos na bacia do Alto Iguaçu e afluentes do Alto Ribeira

A indústria como agente da conservação dos recursos hídricos na...

Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura - INFOAQ

Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura - INFOAQ

Monitoramento de Limnoperna fortunei (mexilhão dourado) e do hidrozoário Cordylophora capia em reservatórios no estado do Paraná

Monitoramento de Limnoperna fortunei (mexilhão dourado) e do hidrozoário Cordylophora...

Boas práticas de produção, sanidade e rastreabilidade de ostras

Boas práticas de produção, sanidade e rastreabilidade de ostras

Monitoramento da qualidade de ostras no litoral paranaense.

Monitoramento da qualidade de ostras no litoral paranaense.

Marcadores Moleculares e Biológicos Aplicados a Incidentes em Ambientes Aquáticos Continentais

Marcadores Moleculares e Biológicos Aplicados a Incidentes em Ambientes Aquáticos...

Conheça...

Imagens de Projetos

Videos